terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

O resgate do tigre

Página do livro no Skoob

        Olá! A resenha de hoje está um pouco atrasada, porque o livro foi (re)lido no começo do ano... Ainda assim, aqui está a minha opinião após a leitura. Já li o terceiro volume e logo devo postar a resenha dele também. 
        Depois de reler A maldição do tigre, resolvi reler sua continuação, O resgate do tigre. Nesse volume, a norte-americana Kelsey continua auxiliando os príncipes indianos Dihren e Kishan a quebrar a antiga maldição que faz com que ambos se transformem em tigres na maior parte do tempo. Ao mesmo tempo em que lida com essa busca, ela precisa resolver o que sente por cada um dos dois e resgatar Ren do feiticeiro Lokesh.
        Com mais páginas que o primeiro livro e muito mais ação, ele dá uma boa continuidade à série. Gostei especialmente da primeira metade do livro, na qual temos mais cenas românticas. Nesse volume, Kelsey passa mais tempo com o irmão de seu tigre branco e precisa lidar com o fato de que os dois estão apaixonados por ela. No entanto,  a postura de Kelsey me agradou, e ela parece bem resolvida em relação a qual dos dois ficar.
        Um aspecto que me agrada na escrita de Colleen Houck é o modo como ela consegue unir romance e aventura, tornando seu livro instigante e não deixando o leitor cair na monotonia.
        Particularmente, gosto mais do primeiro volume (e desconfio que o motivo seja que no primeiro livro temos mais momentos com Ren, meu personagem preferido na série), mas não significa que a continuação não seja uma boa leitura. As descrições da autora, porém, se tornaram um pouco mais extensas do que em A maldição do tigre, o que pode desagradar muita gente e me incomodou um pouco de vez em quando.       
        Gostei em parte do final da história, por deixar uma dúvida sobre o destino dos personagens, que pode tornar a continuação interessante. 
        Terminada a releitura dos dois primeiros volumes, e com todos os fatos bem fresquinhos na memória, fiquei preparada para ler pela primeira vez o terceiro volume da série, que deve ter sua resenha postada aqui em breve. 



Ren e Kelsey na cozinha. Fanart retirado Desse Link.

5 comentários:

Lucas disse...

Essa é uma série que todo mundo comenta e que parece que só eu não li, rs. Li sua resenha por cima, medo de spoilers, mas vi que está muito boa.

Lucas / Era uma vez
livrosecontos.blogspot.com

Markos Queiroz disse...

Adoro a série, mas esse foi o livro mais chatinho, na minha opinião. Achei ele mimimi demais, mas ainda assim é muito bom.
Quero ler o livro 4 logo agora.

Bjão!

livronasmaos.blogspot.com.br

Juliana . Oliveira disse...

Olá! Parabéns pela resenha! Muito, muito bem escrita.
Acredita que eu tenho os dois primeiros livros na minha estante desde a Bienal do ano passado e ainda não li?
Todas as pessoas ficam loucas comigo quando descobrem isso, mas eu vou ler, eu vou ler. kkkkkk'
É que na verdade, livros que tem animais como ponto central não me chamam tanto a atenção, sejam eles de cachorros até dragões. kkk'
Mas, eu pretendo ler sim, e logo essa série.
Um beijo ;*

Juliana . Oliveira
http://trocandoconceitos.blogspot.com.br/

Isie Fernandes disse...

Oi, Nick.

Tô babando por essa série, você não tem noção! Já estou apaixonada pelo Ren, só de ler resenhas, mas eu sou meio do contra em relação aos triângulos amorosos, raramente torço pelo mocinho. Hahaha! Só em Jogo Vorazes, acho, isso aconteceu - sou apaixonada por Peeta. kkkkk

Ai, amei a resenha, viu? Eu também gosto de partes românticas nos livros de aventura. Mal posso esperar para ler a série inteira, e ainda vem mais livro por aí, né?

Beijos,

Isie Fernandes - de Dai para Isie

Anônimo disse...

Eu tou M-O-R-R-E-N-D-O de medo de gostar de Kishan! Eu li o 1º livro e caí de amores por Ren; o problema é que peguei um spoiler não muito grande do 3º livro e tou morrendo de medo de gostar de Kishan, graças a outro spoiler que li...
PO VEI
Na proxima vez vou tentar viver sem spoiler.
O problema é que eu tenho um costume de amar o presente: se tem um cara quee virou o centro das atenções eu começo a gostar dele e esquecer o outro que veio antes!
Tou ralando pra poder odiar o Kishan, afinal ele é tudo de bom, né? :D Só n mais que o Ren, por enquanto.
Beijos