quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A maldição do tigre



Olá, pessoas. Como comentei no primeiro post do ano, no Natal ganhei de presente os três volumes já traduzidos da Saga dos Tigres, de Colleen Houck. Já havia lido os dois primeiros, mas resolvi relê-los em minha temporada na praia e me vi novamente apaixonada pelo universo da história.
A maldição do tigre, primeiro livro da série, conta a história de Kelsey, uma garota órfã eu vive no Oregon com os pais e irmãos adotivos. Procurando um emprego temporário para custear a faculdade, ela acaba em um circo, como auxiliar e tratadora de um tigre branco. Kelsey se sente hipnotizada pelo animal e passa cada vez mais tempo com ele até que um misterioso homem aparece para comprá-lo e convida Kelsey para viajar até a Índia como cuidadora do grande felino. Só que ao aceitar essa proposta, ela nem imagina que será envolvida numa busca para quebrar uma antiga maldição que transformou em tigres dois irmãos e príncipes indianos.
Com doses perfeitas de romance e aventura, esse livro fez com que a série se tornasse uma das minhas favoritas. A narração é em primeira pessoa, feita por Kelsey, e é bastante detalhista. Gosto da forma de escrever de Colleen e das informações interessantes sobre a cultura indiana que ela coloca em meio a sua história. Já vi comentários e resenhas criticando as descrições de histórias ou costumes indianos que são feitos ao longo do texto, mas não achei nada que não tivesse utilidade. Aliás, gostei das descrições por me apresentarem à essa cultura tão diferente da nossa e por elas colocarem o leitor no contexto da história.
Gosto do fato de Kelsey ser mais inteligente e com personalidade do que as personagens centrais de outras séries que já li que tem uma forma de agir passiva. É uma personagem delicada, mas ao mesmo tempo bastante decidida e relativamente independente.
 Encontrei um ou dois erros de digitação ao longo do texto, mas nada que comprometa a leitura. No mais, gosto da fonte utilizada e da diagramação com um bom espaço entre linhas.
Sobre a capa não há muito o que falar que já não tenha sido dito por outros blogueiros: ela é hipnótica e foi o que me chamou a ler o livro.
A série pode não ser muito reflexiva ou despertar grandes discussões, mas gosto dela como uma leitura para relaxar e viajar. Justamente por isso, é uma leitura ideal para as férias ou para intercalar com leituras mais consistentes. 

Dhiren, o tigre branco, e Kelsey. Fanart tirada Desse Link.

2 comentários:

Vinícius Costa disse...

A capa é realmente hipnótica, né?
Foi o que me levou a conhecer esta incrível história também!
Ainda não li os outros, mas não vou desistir da série ainda.
Beijos,
Vinícius - Livros e Rabiscos

Graziella Mafraly disse...

Olá, amore!
Li sua resenha e achei o livro muito interessante.
Estou afastada da leitura, do blog, do Face... rs.... procurando ter um caso amoroso com minha inspiração e dando total atenção a ela, mas vou colocar A Maldição do Tigre na minha lista de leitura.
Um grande abraço.
Um 2013 maravilhoso,
e 1000 beijos.