sábado, 20 de outubro de 2012

Ratinhos outra vez

Olá, pessoal!
O post de hoje também será sobre ratos, apesar de não se tratar de nenhum conto do Cassiano, mas de uma resenha do livro que terminei de ler essa semana e se chama A história de Despereaux, da autora Kate DiCamillo, lançado no Brasil pela editora Martins Fontes.




Classificado como literatura infantojuvenil, o estilo em que foi escrito o torna muito gostoso de ler, além de a narrativa ser construída a partir de várias histórias paralelas que se cruzam, atiçando a curiosidade do leitor em saber quando os personagens se encontrarão.
Vamos à história:
Despereaux Tilling é um camundongo que nasceu diferente de seus irmãos, sendo menor que eles, mais orelhudo e abrindo os olhos logo após seu nascimento. Ele não quer roer os livros da biblioteca do castelo onde morra com sua família e sim ler as histórias de cavaleiros e princesas contidas neles. Também não quer aprender a fugir e se esconder como fazem seus irmãos.
Paralelamente, conhecemos Chiaroscuro, um rato que vive no calabouço do mesmo castelo e que, contrariando o comportamento comum de sua espécie, gosta da luz e de coisas brilhantes, desejando deixar a escuridão.
Ainda completarão o núcleo de personagens principais, a princesa Ervilha e Migalha Sementeira, que chega ao castelo depois de muitos sofrimentos para trabalhar como criada.
Esses personagens tão singulares irão interferir nas vidas uns dos outros, unindo suas histórias.
A leitura desse livro foi muito especial pra mim, porque a história, além de bem escrita, explora características muito humanas nos personagens. As classificações de “bom” e “mau” são praticamente impossíveis, pois conhecendo a trajetória de todos os personagens centrais e as consequências de suas ações, torna-se difícil odiá-los ou pensar neles como maldosos.
Ainda podemos encontrar diversos pontos para reflexão dentro do texto, como as relações sociais e familiares, a vingança, o amor, o arrependimento, o perdão... Enfim, esse é aquele tipo de livro que deveria ser difundido e estar disponível em qualquer biblioteca, ao alcance de leitores de todas as idades.

Página do Livro no Skoob

2 comentários:

HONORATO, Sandro disse...

Boa noite :)
Legal sua dica,não conhecia o livro :O
Gostei da resenha *-*

Desejo a ti uma excelente semana
Beijos e cuide-se
Rimas Do Preto

Isie Fernandes disse...

Que fofinho, Niki! Não conhecia esse livro, mas gostei muito da história, da dica e da resenha. A julgar pelo nome do ratinho, a história se passa na França, né? Amei, obrigada!

Beijos,

Isie Fernandes - de Dai para Isie