segunda-feira, 19 de setembro de 2011

O último suspiro: XV - Erida

Anteriormente...:Parte 1 - Parte 2 - Parte 3 - Parte 4
Parte 5 - Parte 6 - Parte 7 - Parte 8 - Parte 9 - 
Parte 10 
Parte 11 - Parte 12 - Parte 13 - Parte 14

O último suspiro
XV : Erida
Abriu os olhos. Chuva. Fresca e doce, cheiro de terra molhada, liberdade, vida.
Sentou-se na grama. Estava tonta. 
Seus olhos viram entre a chuva os dois vultos, homens brigando. Eram Samuel e Alberto. Socavam-se, batiam. Tentou dizer alguma coisa, que parassem com aquilo, mas a voz não lhe fugiu da garganta.
Samuel foi atirado na cova em que ela estivera. Alberto tirou da bota a faca que carregava.
Ela se espantou. Iria haver morte. 

Nenhum comentário: