terça-feira, 22 de março de 2011

Ratinhos de festa


O ratinho Cassiano estava fazendo aniversário e seus amigos queriam comemorar.
Acontece que na casa em que moravam, estava tendo uma festa pro menino Maurício, que também estava fazendo anos.
A mãe do Maurício tinha deixado os docinhos na mesa da cozinha, pra levar para as crianças comerem depois de cantar o parabéns e esse detalhe não fugiu aos ratos.
Em fila, eles atravessaram o chão do cômodo e subiram na mesa, cheia de brigadeiros e beijinhos em embalagens coloridas.
Com vivas de alegria, cada um deles pôs-se a comer um docinho.
Quando a mãe veio buscar os doces, soltou um grito, porque no lugar deles, havia ratinhos brancos que olhavam para ela, curiosos de seu destino.
As crianças surgiram pela porta e se divertiram com aquela cena.
-Olha, mãe! São ratinhos de festa! – Maurício exclamou. – Vamos levar eles pro quintal! Lá eles podem brincar.
Um pouco a contragosto, a mãe chamou o pai, para que tirasse os danados dos bichos dali.
A bandeja cheia de ratos em pacotes de festa foi deixada no quintal e eles fugiram para os arbustos do terreno baldio ao lado, onde continuaram seus festejos alegremente. 

Um comentário:

Rosa Mattos disse...

oi, Niki, que graça de conto. A foto ficou bem bacana. Achei fofinhos e olha que eu detesto ratos. rsrs

Adorei a parte em que eles em fila atravessam o chão e sobem na mesa pra se esbaldar e festejar.

Como você é meiga e maléfica, rs, fiquei esperando um final trágico para algum dos lados, mas não, tudo acabou em festejos, mesmo que a contragosto. ufa!


♫ ☼ ♫