sábado, 24 de abril de 2010

Poema.. De novo!

Olá! Mais um poema. Continuo sendo melhor como contista, mas estou sem os rascunhos dos contos por perto e escrevi esse numa situação engraçada (?) há uns dias atrás... Então, vamos compartilhar as minhas tentativas de enlevar minha inspiração poética... =]
Largando de explicações:
Restos
Eu sabia muito bem o que eu queria
Mas quando fui falar você não estava mais lá
Tudo o que eu ia dizer
Tudo o que eu podia te fazer ver
Foi atirado para longe de mim
Cacos de vidro, coração despedaçado
Você nem tentou lutar
E eu fiquei esperando até me desmanchar
Nas águas que correm na calada da noite
Fiquei esperando na escuridão

Vou indo...
Até a próxima.

Nenhum comentário: