quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

ANJO DE QUATRO PATAS

Olá! Andei meio relaxada no que diz respeito ao blog. Talvez eu seja metódica demais e exija de mim mesma postar muitas vezes. Enfim, no quesito "obras originais", estou devendo. Andei com uma preguiça digna de Garfield para passar a limpo o que tenho escrito no meu sagrado cadernininho de rascunhos. Mas, vamos ver se agora que 2010 oficialmente começa no Brasil, eu não consigo superar esse problema.
Enquanto isso não acontece, continuo dividindo convosco minhas experiências de leitura. A bola da vez é "Anjos de quatro patas", de Walcyr Carrasco (sim, é o cara que escreve novelas da Globo).
Livros sobre cachorros se tornaram uma promessa no mundo literário depois do sucesso de John Grogan e seu labrador. "Anjo de quatro patas" é algo parecido com o livro de Grogan. Ao longo das 196 páginas do livro, Walcyr Carrasco narra como ganha o cão Uno, um husky siberiano que já em dois anos de idade, de seu irmão. Não faltam aventuras para o cão capetinha, que tem uma queda pela caça de patos do lago do conomínio. O que diferencia a narrativa é seu conteúdo humano.
Enquanto "Marley e eu" traz a história de um cão alegre e elétrico que participa da construçao de uma família, "Anjo de quatro patas" mostra a figura do cão amigo que consola e relembra um homem sobre o que é amar. É um livro cativante e ótimo para os amantes dos animais, porque serve para nos lembrar o quão importante é o amor dos bichos no nosso cotidiano.

Beijos e até a próxima!

Um comentário:

Danny disse...

Bah! Axei mui trii essa sua visão sobre as coisas q cercam a vida. Vlw!!!